“Cegueira e Arte”

screen-shot-2016-11-23-at-16-29-02

O portal Vitruvius publicou este mês o artigo “Cegueira e Arte” da Carolina Nader, no qual ela cita o projeto Campo Cego ao tratar sobre as empenas na cidade de São Paulo.

“Ivan Padovani, fotógrafo paulista, enxergou nestas paredes uma oportunidade: arte.

Na série “Campo cego” (1), de 2010, ele nos traz um inventário de empenas tão comuns na paisagem de São Paulo, mas jamais vistas sob esta ótica. É “um respiro visual em meio a complexidade” urbana (2). A série pede atenção, instaura a pausa em meio ao caos urbano. As imagens precisamente enquadradas não deixam que o olhar desvie para nenhuma borda. De maneira sutil e silenciosa, foca nos espaços vazios e escondidos dos edifícios: os grandes paredões. O que está ali no recorte é a materialidade pura, a parede cinza, concreta, livre de perspectiva e quase geométrica, que a princípio não nos diz nada mas reflete à nós mesmos. Convida à reflexão.

Refletir sobre a cidade, sobre a sociedade. O concreto, o cinza. Refletir sobre o belo e o feio. O que é arte. O que é a cidade. Sobre a solidão urbana gerada por grandes barreiras de concreto tão frequentes nas grandes cidades.”

 

Anúncios

Sobre Ivan Padovani


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: